As 7 Qualidades da Alma e o Autoconhecimento

Como os planetas e a mitologia influenciam o nosso astral

O que nos motiva a buscar aprofundar nosso autoconhecimento individual e de grupo? Quando refletimos sobre esta pergunta, várias possibilidades de respostas surgem: para compreender melhor nosso funcionamento interno, para entender o que leva a surgir em nós ou nos outros alguns sentimentos e emoções, para conseguirmos nos relacionar melhor com as outras pessoas, para entender como está o equilíbrio e a diversidade de um grupo, entre tantos outros motivos.


Quanto mais nos conhecemos, maior será a nossa consciência sobre quem realmente somos e melhor será nossa atuação nas diferentes esferas da vida. O autoconhecimento está a serviço de sairmos do automatismo de determinados comportamentos para atitudes mais conscientes e alinhadas aos nossos valores e nossa a essência. Foi pensando nisso que nos motivamos a escrever este material sobre as Qualidades da Alma.


Você já parou para pensar o que é a “Alma”? Quais são as qualidades da sua Alma? Que influências ela recebe? Para a Antroposofia o Corpo Astral é a nossa ALMA, é a dimensão onde vivenciamos nossas emoções e sentimentos. Em outras palavras, é através da ALMA que sentimos o que sentimos. As qualidades da ALMA serão a nossa expressão no mundo, a expressão do nosso EU mais puro. E para nos apoiar nessa jornada de expressão e autoconhecimento recebemos a ajuda das Qualidades Anímicas ou Planetárias e de suas respectivas características arquetípicas.


Antes de começar, um pouco de sabedoria antiga...


Na antiguidade, quando os homens olhavam para o céu a olho nu conseguiam enxergar 7 astros que chamavam de “luminárias sagradas” e mais tarde de “planetas”. Eram eles: Marte, Jupiter, Saturno, Vênus, Mercúrio, Lua e Sol (sim, a Lua e o Sol nos primórdios da humanidade eram considerados planetas).


Mais tarde, no Império Romano, cada um destes 7 planetas foi relacionado a um determinado deus do Olimpo que era adorado em um dia específico da semana. No dia correspondente a cada um deles, considerava-se que as suas forças espirituais exerciam influências na nossa alma, nas nossas emoções e sentimentos, no nosso “astral”. Esta influência impactava o pensamento e o julgamento que fazíamos das coisas, bem como a forma como víamos e nos relacionávamos com o mundo.


Até hoje, em todas as línguas, exceto em português e galego, os nomes dos dias da semana são nomes de planetas. Por exemplo... em inglês Saturday (dia de Saturno), Monday (dia da Lua), Sunday (dia do sol) e assim por diante... Em espanhol: Martes (Marte), Miercoles (Mercúrio), Jueves (Jupiter), Viernes (Vênus) são alguns exemplos.


Em português, até o século VI, os dias da semana também eram nomes de planetas, mas a Igreja Católica considerava uma blasfêmia que na semana santa os dias tivessem nomes de demônios (sim, os planetas eram considerados “coisas do demônio”) e foi feita a mudança para “feira” (feriado, dia de descanso, dia do senhor) como conhecemos hoje.


O simbolismo do 7

Em várias culturas o número 7 é enaltecido. 7 é o número que mais aparece na Bíblia.

Além dos 7 astros da antiguidade que deram origem aos 7 dias da semana como já vimos acima, temos o arquétipo presente em outras referências do nosso dia a dia como nas 7 cores do arco íris, nas 7 notas musicais, nos 7 chakras do corpo humano, até nas histórias de contos de fadas (A Branca de Neve e os 7 anões) e nas de super heróis (como a Liga da Justiça original), entre outros lugares, simbolizando a diversidade e a integração das diferentes forças, tipos, características e funções.


Os planetas influenciando nossa alma e nossa personalidade


O Mistério de Éfeso


Ser surgido do cosmo,

Tu, na forma de luz,

Fortalecido pelo Sol

No poder da Lua.


Presenteiam-te

O ressoar criador de Marte

E o vibrar que movimenta

Os membros de Mercúrio.


Iluminam-te

Sabedoria radiante de Júpiter,

E a beleza portadora do amor de Vênus.


Que a interioridade de espírito de Saturno,

Antiga como o cosmo

Consagra-te ao ser do espaço

E ao devir no tempo.


(Rudolf Steiner)


As Qualidades Planetárias são manifestações das forças do Cosmo. Segundo a Antroposofia, o Cosmo (entendido como o macrocosmo ou grande ordem, grande universo) e o Ser Humano (o microcosmo ou pequena ordem, pequeno universo) estão intimamente interligados desde a sua constituição e também ao longo de sua evolução – tudo que tem em um, habita o outro e vice-versa, como o conceito de fractal.


As Qualidades Planetárias são atitudes anímicas que irão compor nossa personalidade a partir do 3º setênio de vida (período que vai dos 14 aos 21 anos), caracterizando cada vez mais a forma como lidaremos com o mundo externo. Cada Qualidade Planetária tem suas características e também pontos a melhorar (caminho do aprendizado).


Todos nós possuímos todas as Qualidades Planetárias na nossa alma, sendo que duas ou três são mais naturais e visíveis e as outras são mais adormecidas. Ao identificar as Qualidades Planetárias em sua personalidade o indivíduo consegue perceber o que lhe é mais natural (os comportamentos que possui mais facilidade de expressar) e o que precisa desenvolver (as características de comportamentos que constituem seus desafios), dependendo do contexto de vida em que se encontra.


Qual é minha atitude perante a vida?

Quais são as minhas atitudes naturais? Quais são as forças que posso desenvolver e integrar ao que já faço sem esforço? Confira no quadro abaixo as principais qualidades de cada planeta e com quais forças você mais se identifica.


As Qualidades Planetárias e suas influências no nosso PENSAR, SENTIR e AGIR


LUA

O tipo lunar irradia calma, gosta de ritmo e do culto às memórias, ao passado. Valoriza o cuidar de si e dos outros. Tende à passividade. Assim como a Lua, espelha o ambiente (se o ambiente está tenso, ele também está tenso. Se o ambiente está alegre, ele também está).


Na mitologia: Deusa Ártemis (Grécia) ou Diana (Roma) | Deusa da fertilidade e da maternidade

Qualidades: Orientada ao passado, refletir / espelhar, ritmo / ciclos

Cor: Violeta


Influências:

  • No PENSAR - também espelha, ou seja, repete o que o outro já disse. Tem ótima memória e é sonhador. Tende à ilusão e à fantasia (mundo da lua) ou até à loucura (lunático).

  • No SENTIR – não é de fácil acesso. Atua de acordo com seu instinto e facilmente assume atitude protetora e maternal.

  • No AGIR – gosta de ritmo e o bem estar da família é o mais importante. Gosta de cuidar, de colecionar coisas e ordená-las de forma metódica. Tem uma forte relação com a natureza e gosta de pintá-la ou fotografá-la para assim guardar a imagem, preservando o passado para que possa ser consultado no futuro.

Caminho de Aprendizado – sair de sua passividade; procurar a essência das coisas, aprender a aprofundar e olhar para frente.

MARTE

O tipo marciano é a imagem da força pura que vai em direção ao futuro. Busca transformar seus ideais em realidades práticas. São pioneiros, empreendedores. A vontade domina o pensar e o sentir, por isso valoriza a liberdade.


Na mitologia: Deus Ares (Grécia) | Deus da guerra

Qualidades: masculino, força bruta, agressividade, desafio, confronto, realização, iniciativa, ousadia, empreendedorismo, ação

Cor: Vermelho


Influências:

  • No PENSAR – tem pensamentos práticos. Seu pensar é acordado e voltado para o presente. Facilmente esquece o passado. É convincente em sua comunicação.

  • No SENTIR – entusiasmado, apaixonado e caloroso. Não suporta ser deixado de lado ou ignorado. Palavra dada é ponto de honra.

  • No AGIR – pioneiro, ativo, realizador de metas. Ação com força, precisa sentir-se livre para movimentar-se. Sente-se seguro e confiante e não tolera críticas. Muitas vezes é agressivo.

Caminho de Aprendizado – dominar a si mesmo e empatizar com o outro.

MERCÚRIO

O tipo mercurial é pequeno, ágil e flexível. Movimenta-se rapidamente. Está com todos e com ninguém. É um mediador entre o mundo externo e interno. Vive o momento presente.


Na mitologia: Deus Hermes (Grécia) | Mensageiro dos deuses

Qualidades: Orientado ao Presente, movimento, inquietude, inovação, flexibilidade, alegria, leveza

Cor: Amarelo


Influências:

  • No PENSAR – é associativo e rápido; ávido por conhecimento e muito curioso, porém superficial pois não aprofunda num tema. É inteligente, tem boa memória, tem presença de espírito e fala bastante. Bom comunicador.

  • No SENTIR – é aberto e de fácil relacionamento, porém sem se aprofundar ou apegar. Geralmente alegre, bem humorado e sociável.

  • No AGIR – rápido e flexível; adapta-se facilmente às circunstâncias. Facilidade em improvisar e inventar. Põe as coisas em movimento e traz inovações. Não deixa nada estagnar, parar.

Caminho de Aprendizado – Fazer escolhas dentre as várias possibilidades que tem. Aprender a aprofundar num tema e num relacionamento. Aprender a escutar mais profundamente e assim interessar-se genuinamente pela outra pessoa.

JÚPITER

O tipo jupiteriano consegue equilibrar a vida externa com a interna. Possuem ótimas habilidades organizativas e uma visão do todo. São calmos, inteligentes e com forte senso de justiça.


Na mitologia: Zeus (Grécia) | Deus dos deuses

Qualidades: Visão macro, visão estratégica, amplia, esquematiza, organiza, ordena, cuida do processo, dá forma, busca a justiça, sabedoria, generosidade

Cor: Laranja


Influências:

  • No PENSAR – abrangente, visão global e estratégica. Tem facilidade para enxergar o todo, fazer uma síntese ou definir um conceito.

  • No SENTIR – alerta, gosta de observar. É seletivo e não permite que qualquer um se aproxime. Relaciona-se facilmente e está disposto a fazer sacrifícios se estes restabelecerem a harmonia.

  • No AGIR – ordenado, planejado. Facilidade para reconhecer as habilidades dos outros e demandar tarefas de acordo. Líder inato. Sabe transformar experiência de vida em sabedoria. Age pela razão, com objetividade. Confiável.

Caminho de Aprendizado – humildade (pode ficar impaciente com outras pessoas menos dotadas).

VÊNUS

O tipo venusiano é feminino por excelência, onde o sentimento e a sensibilidade predominam sobre o pensar e o agir. Gosta de beleza e irradia amor. Tem genuíno interesse pela alma humana.


Na mitologia: Afrodite (Grécia) ou Freya (Nórdicos) | Deusa da beleza e do amor

Qualidades: Feminino, delicadeza, beleza, estética, sensibilidade, acolhimento, apoio, cuidado, aconchego, empatia, sedução

Cor: Verde


Influências:

  • No PENSAR – influenciado pelos sentimentos, seu pensar é muitas vezes fantasioso, criativo e cheio de imagens. Se interessa por aquilo que tem impulsos do amor. Não tem interesse em temas mais concretos ou pensamentos matemáticos. Pouca elaboração interna.

  • No SENTIR – calor humano, movimentado (apresenta oscilações de humor). Simpatias e antipatias são orientadas pela estética. Facilmente deixa-se levar por fantasias e ilusões.

  • No AGIR – gosta de cuidar dos outros e de tornar o ambiente agradável. Dá valor às aparências (estética). É motivado pelo amor e pode até sacrificar-se por ele.

Caminho de Aprendizado – aprender a ser mais objetivo no seu pensar e sentir. Aprender a pensar de forma lógica e a distinguir fantasia de realidade.

SATURNO

O tipo saturnino é autoconsciente, profundo e voltado para o interior e para o âmago das coisas.


Na mitologia: Cronos (Grécia) | Deus do tempo

Qualidades: Orientado ao futuro, profundidade, concentração, essência, propósito

Cor: Azul


Influências:

  • No PENSAR – profundo e penetra na essência das coisas. Busca o âmago da questão, a causa fundamental dos problemas. É detalhista e analítico. Tem altos ideais humanos. Entende o passado, tem boa memória e ao mesmo tempo vislumbra metas para o futuro. Faz críticas e autocríticas claras e objetivas.

  • No SENTIR – parece frio pois dificilmente demonstra suas emoções. Mas quando se conecta a alguém torna-se extremamente fiel por ser compreendido.

  • No AGIR – responsável, persistente e lento (pois aprofunda no pensar). Tem pouca flexibilidade para improvisações. Tem pouco humor e pode tornar-se egoísta e egocêntrico. Tendência a ser auto suficiente.

Caminho de Aprendizado – sair da profundidade de si mesmo e enxergar o outro; relacionar-se com o mundo externo, socializar.

SOL

O tipo solar é o tipo ideal, onde as outras seis Qualidades Planetárias encontram-se vivas e integram-se em equilíbrio. As forças do coração (amor e justiça) predominam. O sol traz luz (sabedoria), calor (amor) e vida (criatividade). Tipo sábio, com clareza de espírito, grandeza de alma, magnanimidade e altruísmo.


Na mitologia: Apolo ou Helios (Grécia) e Febo (Roma) | Deus da verdade

Qualidades: Integração, harmonização, equilíbrio de forças, iluminação, brilho, energia, destaque

Cor: Branco


Influências:

  • No PENSAR – claro, transparente. Traz luz e positividade. Busca o melhor de cada um. Olha o “copo cheio”.

  • No SENTIR – com amor universal. Acolhe decepções sem rancor e logo perdoam injustiças que foram cometidas contra ele.

  • No AGIR - com base na moral espiritual, busca a verdade e o bem.

Caminho de Aprendizado – cuidado com o excesso de luz, que ofusca quem está ao redor e também pode ofuscar a visão sobre si mesmo (idealismo desmedido, excesso de confiança).

Um olhar do tema sob a perspectiva individual:


Agora que você conheceu as Qualidades Planetárias, com quais você mais se identificou? Quais características você percebe mais naturalmente e com mais intensidade nas suas atitudes? Confira o caminho de aprendizado que cada uma delas apresenta como desafio evolutivo, podem ser pistas valiosas sobre o que você precisa evoluir na vida.


Outra possibilidade é olhar para as características das Qualidades Planetárias que são diferentes do seu estado natural. Talvez você encontre nelas aspectos que possa desenvolver e integrar ao que já existe de fortaleza em você, tornando-o um ser humano ainda mais completo.


Reflita sobre como as Qualidades Planetárias se expressam no seu Pensar, Sentir e Agir e poderá encontrar dicas preciosas!


Importante ressaltar que nenhuma qualidade é melhor que a outra e que qualquer uma delas utilizada em excesso, não é recomendável. Lembre-se: o importante é buscar o equilíbrio das forças!



Um olhar do tema sob a perspectiva coletiva:


Também podemos analisar as Qualidades Planetárias presentes (ou ausentes) em um grupo e entender o que isso revela sobre as características do coletivo.


Por exemplo, uma equipe que tenha a predominância de Mercúrio pode ser ótima na geração de ideias e brainstorming mas vai precisar de Júpiter para estruturar um planejamento e talvez Saturno para aprofundar no tema escolhido. Ou ainda, uma equipe com o perfil predominantemente de Marte é muito guerreira, empreendedora e faz acontecer, mas talvez careça da sensibilidade e da empatia de Vênus ou até mesmo dos cuidados protetores de Lua.


Um gestor que reconhece as Qualidades Planetárias de seus colaboradores pode ter uma dica preciosa das forças que são complementares, do que precisa desenvolver na equipe, quais perfis precisa buscar na hora de contratar um novo profissional, etc...


Se você faz parte de uma equipe, poderia começar refletindo sobre as suas Qualidades Planetárias predominantes. Depois, reflita sobre as de seus colegas. Quais forças estão sendo mais usadas na equipe? Quais estão faltando? Como é possível buscar o equilíbrio de forças e desenvolver a diversidade no time?


Leia também:

As qualidades planetárias e a arte da pergunta (8dialogos.com.br)

Neste artigo falamos sobre como usar as Qualidades Anímicas para desenvolver nossa habilidade de fazer perguntas poderosas! Não perca!

Fontes de pesquisa e referências bibliográficas:

• Tomar a Vida nas Próprias Mãos, Gudrun Burkhard, Ed. Antroposófica

• Material da formação de Coaches do Instituto EcoSocial

• Material da formação de consultores e líderes facilitadores da Adigo

• Material da formação biográfica da ELEB-SP



Erica Mizumoto é paulista, administradora de empresas com 17 anos de experiência no mercado financeiro. Após um período sabático fez a formação de coaches pela Escola de Coaches do Ecosocial onde teve contato com a Antroposofia pela primeira vez. Desde então aprofunda seus estudos e conhecimentos nessa ciência filosófica. É cofundadora da Eight∞ Diálogos Transformadores, Professional Certified Coach (PCC) pela ICF (International Coaching Federation) e Aconselhadora Biográfica pela ELEB-SP (Escola Livre de Estudos Biográficos - São Paulo). Adora viajar, pintar mandalas em pontilhismo e tem se aventurado na pintura de aquarelas.



Fernanda Abrantes é gaúcha, administradora com 25 anos de experiência executiva em RH em multinacionais de bens de consumo. É cofundadora da Eight Diálogos Transformadores e atua como Professional Certified Coach (ICF) - formada pelo Ecosocial, Facilitadora de Grupos – formada pela Adigo e Consultora de desenvolvimento humano e organizacional apoiada por métodos e abordagens diversas, com destaque para a Antroposofia. Também é Healing Artist e utiliza a arte da pintura de mandalas com pontilhismo como ferramenta de desenvolvimento humano.



Nossos Cases